wordpress stat
Receita de Leite de cabra coalhado com doce de ameixas e pinhões

De volta à realidade

leite de cabra coalhado


Que saudades do meu blogue…





Sou um guardador de rebanhos.
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e os pés
E com o nariz e a boca.
Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la
E comer um fruto é saber-lhe o sentido.
Por isso quando num dia de calor
Me sinto triste de gozá-lo tanto.
E me deito ao comprido na erva,
E fecho os olhos quentes,
Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
Sei a verdade e sou feliz.

Alberto Caeiro





leite de cabra coalhado

Leite de cabra coalhado com doce de ameixas e pinhões

Para 6 pessoas:

Doce de ameixa:
250 g de ameixas descaroçadas e sem pele.
125 g de açúcar
½ pau de canela

Pôr as ameixas, o açúcar e a canela num tacho e levar a lume brando.
Deixar que o doce ferva lentamente, retirando toda a espuma que se forme à superfície com uma colher ou espumadeira.
Assim que o doce esteja no ponto retirar do lume e reservar.

Para verificar a textura do doce deve retirar-se uma pequena porção com uma colher, deitá-la num prato e deixar arrefecer. O doce deve estar espesso o suficiente para que não escorra no prato.
Para esta quantidade deixei cozer mais ou menos 30 minutos.

Leite de cabra coalhado:
150 ml de leite de cabra pasteurizado (o ultrapasteurizado não funciona)
18 gotas de coalho

25 g de pinhões tostados

Aquecer o leite a 38ºC. Se, ao aquecer o leite, se ultrapassam os 85ºC, o leite não coalhará.

Montagem:
Distribuir os pinhões tostados por 6 copinhos de shot.
Cobrir os pinhões com o doce de ameixa.
Deitar em cada copo 3 gotas de coalho e verter imediatamente o leite a 38ºC.
Deixar os copos à temperatura ambiente até que o leite coalhe.
Refrigerar.


leite de cabra coalhado




Comentários

27 Comentários to “Receita de Leite de cabra coalhado com doce de ameixas e pinhões”

  1. Fernanda em 2 Julho, 2009

    LINDO
    De comer com os olhos, como tudo que voce faz
    Parabéns!!!

  2. Ameixinha em 2 Julho, 2009

    Tenho feito doce de ameixa assim mas é das vermelhinhas. Fica um espectáculo. Leite é que não é comigo :) Enjoei de tanto beber em criança!

  3. Claudia Lima em 2 Julho, 2009

    O aspecto ficou super convidativo!
    Imagino que seja bem refrescante, além de nutritivo. Tudo o que a gente quer e precisa nestes dias quentes.
    Nesta época uso e abuso de frutas, frutas secas e iogurtes.
    Bjs :)

  4. Moira em 2 Julho, 2009

    Leonor,
    Que saudades eu já tinha dos teus posts :)
    Essa é decerto uma sobremesa super-refrescante.
    Fica identico à coalhada que donorte de Espanha? Se assim for eu adoro…
    E essa relva é de tal forma convidativa ao repouso que faço minhas as palavras de Alberto Caeiro.
    Bjs
    Manuela

  5. Vânia Costa em 2 Julho, 2009

    Seja bem aparecida! =)
    Mas que saudades da menina e das suas delicias, Leonor!

    Adorei as fotos, o leite, o aspecto, a junção, tudo!
    Ficou tudo maravilhoso!

    Beijinho*

  6. mesa para 4 em 3 Julho, 2009

    Uau!!! que cor e que delícia :-0

  7. Carol em 3 Julho, 2009

    Mais uma vez arrazou amiga. Que sobremesa linda. Grande beijo

  8. Gina em 3 Julho, 2009

    Apesar de ter o feed, vim aqui outro dia para ver se não perdi nada mesmo…
    Senti sua falta e também do visual lindo que tem suas imagens, ideias, composições, mas confesso que não sei se tomaria esse copo com leite de cabra.
    É sempre um prazer vir aqui.
    Bjs.

  9. Paula' em 3 Julho, 2009

    Menina, só vi agora a história do NY Times! Não consigo lembrar de ninguém mais merecedora – por seu incrível talento e simpatia, e o talento do fotógrafo também, né? Um beijo e parabéns!

  10. argas em 3 Julho, 2009

    Lindo, perfeito :) bjinho

  11. Léia Silva em 3 Julho, 2009

    Querida Leonor, espero que tenha descançado e matado a nostaugia da maezinha!
    Que maravilha é esta – muito diferente, minha boca encheu d’agua…. ai, ai…. Mil bjos
    Léia

  12. Luísa Alexandra em 3 Julho, 2009

    Esta blog dá sempre fome!

  13. Gasparzinha em 3 Julho, 2009

    Leonor, o título deste post é uma fraude:
    Isto que nos mostras não pode ser real – é um mundo onírico de ilusões e paraísos…

    O guardador de rebanhos é um dos poemas que mais aprecio do Alberto Caeiro, apesar de não ser dos meus heterónimos preferidos.

    Um regresso ao estilo de sempre: o da perfeição. :)
    Beijinhos e bom fim de semana.

  14. Claudia em 3 Julho, 2009

    Leonor,

    Uma beleza tuas coalhadas de cabra. E a cor das ameixas ficou tão laranja que eu podia jurar serem esta fruta, ou tangerinas. Eu sempre uso cascas de ameixas e elas sempre resultam um vermelho intenso.

    Eu adorei o poema, Caiero é para mim o mais “romântico” dos Pessoa. Simplesmente adoro a figura do homem do povo, idealista, um tanto revolucionário e tísico…

    Enfim, mil coisas numa única postagem.

    C.

  15. Isabel em 3 Julho, 2009

    Caeiro ficou perfeito neste post. A sobremesa está ao nível do poeta!
    Tudo lindo, como sempre.

  16. Abelha Maia em 3 Julho, 2009

    Tudo espectacular como é hábito, sempre pensei que não se atinge a perfeição, mas aqui a realidade é outra.
    O poema é lindo.
    bjsss

  17. Susana em 3 Julho, 2009

    Que saudades das sobremesas da Leonor … 😉 Adoro pinhões!!!!! Deve ser deliosa!

  18. Leonor Rodrigues em 3 Julho, 2009

    Olá Leonor :)

    A simplicidade do leite de cabra com doce de ameixa resultou nesta requintada sobremesa!…ou quem sabe, numa bebida digna dos deuses!
    Que beleza de fotografia! Lindíssima!
    Beijinho

    ( Leonor)

  19. Canela em 4 Julho, 2009

    Leonor
    Tambem já tinha saudades……
    Gostei de tudo,da foto,da receita policromatica,do poema!
    Vou fazê-la.
    Bj

  20. gourmet em 4 Julho, 2009

    This looks great!!! I will try the Recipe,
    Greets from Germany, Dirk

  21. Ana Powell em 4 Julho, 2009

    Pura inspiração.
    Absolutamente maravilhoso x

  22. Verena em 5 Julho, 2009

    Um tanto inusitada a combinação, confesso que nunca imaginei tal casamento…mas imagino que diferente e delicioso sabor deve ter!
    Lindas fotos!
    Beijos!

  23. Cristina em 7 Julho, 2009

    Olá Leonor, deixei-te um comentário aqui no Domingo, mas não o vejo publicado :( Vou tentar reproduzir…

    Antes de mais, este doce apesar da sua originalidade e de poder inicialmente provocar alguma estranheza, por levar o leite de cabra, tem uma imagem tão apelativa que não hesitaria em provar, sabendo principalmente que leva ameixas, um dos meus frutos predilectos!

    Por outro lado, esta receita interessou-me bastante, pois ando a tentar uma experiência de fazer queijo-creme em casa e lembrei-me que poderias ter conhecimentos sobre os tipos de coalho. Nesta receita em particular, em inglês no seu original, pedem-me “rennet tablets” . Porventura saberá do que se trata, ou melhor, de como fazer para adquirir ou substituir por outro tipo de coalho equivalente?

    Obrigado pela atenção!

    Bjs

  24. Leonor de Sousa Bastos em 7 Julho, 2009

    Olá Cristina!

    Compreendo como é chato, depois de escrever um comentário enorme, ver que não foi publicado. A mim já me aconteceu várias vezes…
    O comentário não chegou até aqui e tenho imensa pena, mas respondo agora à sua pergunta!

    O coalho pode encontrar-se líquido, em pó ou nesse formato de tabletes, mas é precisamente a mesma coisa.

    1 pastilha de coalho de tablete é equivalente a uma colher de chá de coalho líquido.

    4 gotas de coalho líquido coalham 1 litro de leite (ver as instruções do fabricante no rótulo do coalho)
    1 pastilha de coalho coagula aproximadamente 19 litros de leite.

    A vantagem do coalho em tabletes é durar mais do que o líquido ( o coalho líquido dura menos de 1 ano e vai perdendo propriedades e o coalho em tabletes dura vários anos) e ser mais fácil de medir do que as gotas.

    Além disso, nos Estados Unidos o coalho é tabletes encontra-se facilmente nos supermercados o que o torna na opção mais fácil de encontrar.

    O coalho compra-se facilmente em farmácias e o que eu comprei custou 4 euros e picos. No entanto, se preferir usar em tabletes, pode encomendar facilmente pela Amazon.

    Espero ter esclarecido as suas dúvidas!!

    Um beijinho!

  25. leonor de sousa bastos em 7 Julho, 2009

    Olá outra vez!!

    Tinha-me esquecido de a avisar para usar leite fresco do dia e nunca o leite UHT!!!!
    O processo de ultrapasteurização do leite implica a sua esterilização eliminado quase todos os microorganismos presentes, mesmo os benéficos. Sendo que o “coalho” actua sobre a caseína do leite, se esta não estiver presente, o coalho não surte efeito.

    Pela mesma razão, não deve aquecer o leite demasiado (nunca passar dos 85ºC). Se ferver o leite e o deixar arrefecer, o coalho não funcionará.

  26. Cristina em 7 Julho, 2009

    Ok, muito obrigado. Na receita que pretendo seguir eles referem essa questão da temperatura e não ultrapassar esse mesmo limite, os 85º. Talvez experimente com o coalho líquido primeiro, antes de encomendar as tais tablets. Se fazem o mesmo efeito, dependendo das doses, vou pela via mais acessível primeiro :)

    beijinhos

  27. Andreia Ribeiro em 18 Dezembro, 2012

    Sobremesa ideal para momentos românticos.

    Muitos parabéns!

    Beijinhos,

    Andreia Ribeiro

Comentar




    Translation





  • Últimos posts

  • Receitas por categoria

  • Arquivos