wordpress stat
Receita de bolo de caramelo

shhh…




Este bolo é um segredo. Partilha-o apenas de boca em boca.







Bolo de caramelo

Para 6 a 8 pessoas:

Bolo
250 g de açúcar mascavado claro (150 g para a massa + 100 g para caramelizar)
200 ml de natas 35% de m.g.
100 g de manteiga amolecida
150 g de farinha com fermento
1 colher de chá de fermento químico
2 gemas
3 claras
Uma pitada de sal
½ vagem de baunilha
¼ de colher de chá de cardamomo moído

Cobertura toffee
100 g de açúcar mascavado claro
250 ml de natas 35% m.g.

nozes pecan tostadas

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Untar com manteiga e polvilhar ligeiramente de farinha uma forma com cerca de 24 cm de diâmetro.
Abrir a vagem de baunilha longitudinalmente e raspar as sementes com uma faca.
Ferver a nata numa panela ou no microondas.
Pôr os 100 g de açúcar num tacho, em lume brando, até que derreta completamente.
Verter a nata aos poucos, mexendo bem até que fique um creme homogéneo. Reservar.
Bater a manteiga com o açúcar até que fique clara e cremosa.
Juntar as gemas, uma a uma, batendo bem entre cada adição.
Adicionar o caramelo e as sementes de baunilha, enquanto bate.
Juntar a farinha peneirada com o fermento e bater apenas até ligar todos os ingredientes.
Bater as claras em castelo com uma pitada de sal e incorporar na massa.
Colocar a massa na forma e cozer
Cozer por 20-30 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco.
Retirar do forno e deixar arrefecer cerca de 10 minutos antes de desenformar.

Ferver a nata numa panela ou no microondas.
Pôr os 100 g de açúcar num tacho, em lume brando, até que derreta completamente.
Verter a nata aos poucos, mexendo bem até que fique um creme homogéneo.
Verter o creme sobre o bolo e decorar com nozes pecan.




Comentários

68 Comentários to “Receita de bolo de caramelo”

  1. Moira em 13 Outubro, 2010

    Leonor,
    Um segredo destes até era pecado ficar guardado por muito mais tempo :)
    Bjs
    Manuela

  2. PALMIRA PEREIRA em 13 Outubro, 2010

    Leonor
    Realmente este bolo deve ser uma uma maravilha.
    Pode dizer-me onde poderei arranjar as nozes pecan e o cardomomo em pó?
    Já comprei cardomomo sem ser em pó no Corte Inglês mas as nozes pecan nunca vi.
    Bjs
    Palmira

  3. Marmita em 13 Outubro, 2010

    Que delícia de imagem e de receita.

    Parabéns!

  4. Marta em 13 Outubro, 2010

    Hummm… que segredo delicioso!

  5. Pitadas & Colheradas em 13 Outubro, 2010

    Olá,

    Tem um aspecto maravilhoso. No entanto, nao percebi muito bem a parte do açúcar no tacho para fazer o caramelo, nem água colocamos? normalmente ou faço com um pouco de água ou numa versão mais gordurosa coloco manteiga ou margarina e depois as natas sim.

    Boas receitas!

  6. Helen em 13 Outubro, 2010

    shhhhhh………………. mesmo! Com este aspecto, até cresce água na boca. Outro bolo que vou ter de experimentar!!!! Eu adoro caramelo!

  7. Margarida em 13 Outubro, 2010

    Um Segredo destes pela manhã, é um bom modo de começar o meu Dia.
    Obrigada por esta Partilha ! Tudo de Bom!

  8. Ricardo em 13 Outubro, 2010

    Seguindo a filosofia dos pacotes de açucar do café Nicola:

    “Um dia saio do trabalho e faço esse bolo…hoje é o dia!”

  9. Flávia em 13 Outubro, 2010

    Leonor, a imagem deste bolo fez-me soltar suspiros doces. O sabor… esse deve ser mais uma das muitas delícias que por aqui encontro! 😉

    Tenho tentado enviar uma mensagem através do formulário de “contacto” do blog mas julgo não estar activo. É intencional?

  10. Sónia em 13 Outubro, 2010

    Os meus olhos estão a cintilar, as minha papilas gustativas estão a salivar…
    Aspecto fantástico, como sempre.
    Bjs
    Somi

  11. susana em 13 Outubro, 2010

    olá Leonor!

    Realmente este bolo deve ser um segredo a partihar com quem nos adoça a vida. Por esta razão estive a “estudá-lo” para utilizar no bolo de aniversário da minha filha (que não me adoça o coração…transforma- o num torrão de açúcar!!). Contudo algumas dúvidas ficaram:

    qual das quantidades de açúcar e nata se usa para o caramelo da massa: 150 gr (lista de ingredientes) ou 100 gr (corpo do texto) de açúcar e 200 ou 250 ml. de nata.

    Obrigada e sucesso!!!

  12. J. em 13 Outubro, 2010

    Hola! Sinceramente, este bizcocho es para hacer “shhhh”… habla por si solo y pide a gritos que lo comas. Si es un secreto (que eso me ha parecido leer), me parece uno de los mas dulces que he escuchado jamás. Prefiero esto a la prensa rosa. 😉 Felicidades por un blog que alimenta desde el primer instante en que lo abres. Un saludo y gracias.

  13. sandra barradas em 13 Outubro, 2010

    Tb vou fazer de certeza, que aspecto divinal!

  14. Rita Durão em 13 Outubro, 2010

    Ui….estou a levitar só pelo aspecto….
    Deve ser de ir ao céu mesmo!

    Leonor, tenho imensa dificuldade em encontrar pecan nuts, mesmo no CI não encontro, dê-nos uma dica.

    Beijinhos e obrigada por partilhar estes doces momentos connosco

    Rita

  15. baking in lisbon em 13 Outubro, 2010

    Gostava mesmo de saber onde posso comprar nozes pecan, já procurei em todo lado e nunca encontro!

  16. Ana Marques em 13 Outubro, 2010

    Leonor, será que me poderia dizer qual o truque para os bolos em forma sem buraco cozerem bem, sem ficarem mais altos no meio e, logo, côncavos? Obrigada

  17. gi dinis em 13 Outubro, 2010

    como sempre uma receita que deve ser óptima e uma foto magnífica. Parabéns.

  18. Ameixinha em 13 Outubro, 2010

    Caramelo é um dos meus sabores favoritos, deve ficar uma delícia :)

  19. olivia em 13 Outubro, 2010

    shhhhhhh
    Quando eu acho que vou conseguir parar de fazer doces eis que vem a Leonor tentar-me com mais uma perdição!

    Este bolo tem um aspecto fabuloso! Parece que lhe consigo sentir o paladar…

    beijinhos e obrigada

  20. Leonor Rodrigues em 14 Outubro, 2010

    Olá Leonor!

    Se não fosse ter esquecido a batedeira na praia, seria a noite perfeita para experimentar este bolo.
    Pena que só posso contentar-me com a fotografia…Porque em segredo (sei) que metade do bolo voaria.

    Beijo

    (Leonor)

  21. Leonor de Sousa Bastos em 14 Outubro, 2010

    Flávia,

    É claro que o facto do formulário de contacto não estar a funcionar bem não é intencional!
    Aliás, agradeço o seu aviso e já estamos a tentar pôr tudo a funcionar correctamente.
    Tenho recebido vários emails (acho que todos) e já recebi o seu email várias vezes, aliás, tenho-o recebido todos os dias vinte vezes ou mais…:)
    Só ainda não respondi porque não tive tempo suficiente para me dedicar a isso…ainda são algumas perguntas e que levam algum tempo a responder!! :)

    Mal possa, prometo que vou responder ao seu email!

    Um beijinho e obrigada,

    Leonor

  22. Leonor de Sousa Bastos em 14 Outubro, 2010

    Olá!

    O açúcar pode caramelizar-se em seco, ou seja, sem a adição de nenhum líquido.

    Um beijinho,

    Leonor

  23. Leonor de Sousa Bastos em 14 Outubro, 2010

    Susana,

    Obrigada pelo seu comentário.

    Acho que agora já esclareci a receita…pus dois títulos (“bolo” e “cobertura toffe”) e penso que não há mais motivo para dúvidas!

    Espero que goste do resultado…eu adorei!
    É importante usar o açúcar mascavado claro porque o bolo fica totalmente diferente do que com açúcar granulado normal!

    Um beijinho,

    Leonor

    Um

  24. Leonor de Sousa Bastos em 14 Outubro, 2010

    Rita,

    Eu comprei estas nozes pecan no Lidl. Costuma haver uns sacos azuis de frutos secos e tb há uns só de nozes pecan, nada caros!
    Não se esqueça de tostar as nozes ( com o forno a cerca de 165ºC, sobre um tabuleiro, durante uns 10 minutos).

    Um beijinho,

    Leonor

  25. Leonor de Sousa Bastos em 14 Outubro, 2010

    Olá!

    Como acabei de escrever à Rita, comprei as minhas nozes no Lidl! :)

    Um beijinho,

    Leonor

  26. Leonor de Sousa Bastos em 14 Outubro, 2010

    Olá Ana,

    Sinceramente, não sei o que responder à sua pergunta.
    Todos os bolos lhe ficam assim? Não será do forno?

    Um beijnho,

    Leonor

  27. Maria em 14 Outubro, 2010

    Leonor,

    Posso fazer com acucar demerara, que julgo ser o mais parecido (ou igual?) ao nosso mascavado portugues?

    Grata
    Maria

  28. Flávia em 14 Outubro, 2010

    Mil desculpas Leonor!!!

    Como fica sempre em modo de envio, assumi erradamente que não estava a seguir correctamente.

    Prometo que não reenvio mais 20 vezes 😛

  29. Ana Marques em 14 Outubro, 2010

    Bom dia Leonor!

    Os meus bolos em forma sem buraco saem sempre do forno mais ou menos assim: http://www.boinha.com.br/fotos/bolobsicodechocolate.jpg

    Gostava muito que eles ficassem uniformes para os poder trabalhar. Normalmente cozo os bolos em forno baixo e com muito cuidado. Em forma com buraco não tenho problemas, mas sem buraco nunca consigo evitar que fiquem mais altos no centro.

    Obrigada pela rápida resposta!

  30. Ana Powell em 14 Outubro, 2010

    Perfeito, sublime e bem delicioso.
    Adoro o teu trabalho ♥

  31. Carlita em 14 Outubro, 2010

    Ai que delicia deve ser este bolinho de caramelo…
    Bjs

  32. Nai em 14 Outubro, 2010

    Leonor, queremos publicar no site Alto Carioca uma nota sobre você e sobre o seu trabalho! Pra que email eu te mando mais informações? Se puder entre em contato comigo?

  33. Patrícia em 15 Outubro, 2010

    Oi Leonor!

    Os meus bolos em forma sem buraco também saem sempre assim como os da Ana Marques!
    Fazes alguma ideia? Também gostava muito que ficassem uniformes, porque senão os molhos escorrem para os lados e nem sempre é esse o efeito visual que desejo dar ao bolo…

    Bom fim-de-semana!
    Patrícia

  34. moranguita em 18 Outubro, 2010

    nossa leonro qu bolo tao bom
    eu guardo a receita ebm guardada
    beijinho

  35. Clara ML em 18 Outubro, 2010

    Partilhei este segredo em minha casa este fim de semana, e apesar de não ser fiel á receita porque não encontrei cardamomo, o bolo ficou delicioso. Todos guardaram uma parte do segredo na barriga, contribuindo para que este delicioso segredo continue bem guardado…Está na lista dos favoritos…

  36. Rute em 20 Outubro, 2010

    Fiz ontem este bolo… que delícia!
    Confesso que estava com receio, pois os meus bolos baixam quase sempre. Mas este não, ficou lindo e super, hiper delicioso.
    Obrigada Leonor pela partilha dos seus tesouros.
    Um grande beijinho Rute.

    Só uma pergunta, no corpo da receita não encontrei referência ao cardamomo, quando é que se junta na massa?

  37. Teresa em 28 Outubro, 2010

    Só uma dica para a Palmira acima, se estiver em Lisboa o cardamomo (de várias variedades, e mesmo só as sementes) encontra-se facilmente em vários supermercados indianos no Martim Moniz. Não conheço os nomes mas são muito fáceis de encontrar:

    – um fica na estação de metro do Martim Moniz. Essa estação só tem saída do lado sul, quando se chega a esse átrio há duas passagens, uma para a esquerda que vai para o lado do hospital de S José, e uma para a direita. Segue-se a passagem subterranea para a direita, direcção da rua dos Cavaleiros , há várias lojas , o supermercado vê-se logo, fica no cruzamento com outro rua subterranea, costumam ter muitos vegetais e frutas à frente da loja.

    – o outro supermercado fica no centro comercial Martim Moniz, que é aquele encostado ao hospital de S José. Entra-se pela porta principal pelo próprio Martim Moniz, as escadas ficam logo à frente, sobe-se as escadas até ao primeiro andar, o supermercado fica logo ali do lado esquerdo.

    As nozes pecan há no Lidl, mas nem sempre. Costumam estar na comida étnica, mas só quando há comida étnica americana.

  38. Ana Paula em 2 Novembro, 2010

    Experimentei este bolo no fim de semana, embora também não tenha sido completamente fiel à receita. Usei o açucar mascavado escuro e não encontrei o cardamomo…
    O certo é que o dito bolo não durou nem 2 horas :-) (e foi feito mesmo muito à noite).
    Muito obrigada pelas receitas maravilhosas.

  39. Maria José em 22 Novembro, 2010

    Leonor

    Muitos parabens pelo site e pelas receitas fantásticas.
    Fiz (já por duas vezes) este bolo e foi o maior sucesso.
    Obrigada

  40. Catarina em 27 Novembro, 2010

    Leonor,
    Como sempre mais uma receita maravilhosa.
    Ficou simplesmente lindo e com um requinte
    inagualavel. De certeza que nao fica a traz
    no paladar.
    Beijinhos

  41. Rita Isabel Monteiro Carvalho em 16 Dezembro, 2010

    Este bolo é fim do mundo!! Trabalhoso mas compensa! Obrigada

  42. Angela em 16 Janeiro, 2011

    Olá!
    Fiz hoje o bolo cá em casa e ficou uma delicia! Pus nozes da macadâmia em vez das pecans porque não as encontrei. Apenas uma dúvida. Ao fazer o caramelo… no momento de verter as natas ao açucar derretido, devemos fazê-lo com o forno ligado ou fora dele? Foi a única dificuldade que encontrei pois mesmo vertendo aos poucos as natas, parte do açucar colou-se à volta.
    Mais uma vez parabéns pela receita! Amei!

  43. Joana Queiroz em 5 Março, 2011

    Fiz!!!! Ficou excelente. Não encontrei nozes pecan mas coloquei amendoas torradas inteiras e ficou…….. uma delícia! Como dá algum trabalho, fiz o caramelo e o toffee num dia e o bolo no dia seguinte. Não se perdeu nada por isso.
    Obrigado pelas suas receitas, Leonor. São, realmente, únicas!
    Joana Queiroz

  44. são fresca em 14 Abril, 2011

    Desculpe a ignorancia, mas o é cardamono? e onde posso compara?

  45. Maria Carvalho em 6 Maio, 2011

    Boa tarde,

    Muitos parabéns pelo site, todas as sobremesas têm um aspecto delicioso, tenho vontade de experimentar todas, mesmo aquelas com ingredientes com os quais não me identifico tanto e a apresentação é realmente magnífica.
    Gostava só que especificasse em que altura da receita do Bolo de caramelo é que coloca o cardamomo, já que não consegui descobrir essa parte na receita.
    Obgd.
    Cump.
    Maria Carvalho

  46. Telma em 10 Agosto, 2011

    Olá Leonor,

    Já fiz este bolo umas quantas vezes e é maravilhoso. Mas ultimamente tenho tido dificuldade a fazer o caramelo.. talvez seja do açúcar, mas o que acontecia era que depois de o açúcar estar derretido em caramelo (sempre em lume brando), ao verter as natas (fervidas), ele solidificava quase automaticamente e não misturava com as natas.

    Pode dar-me alguma dica para fazer melhor o caramelo?

    Obrigada!

  47. O bolo de aniversário da F. « panela sem (de)pressão em 20 Dezembro, 2011

    […] por um bolo de caramelo que ficou na base. Tirando a cobertura, segui a receita na sua totalidade. O resultado é […]

  48. Madalena Freire em 6 Abril, 2012

    Olá, eu gostaria de saber se altera muito o bolo, se o fizer com açúcar amarelo ou branco em vez do mascavado claro, é que já fui a um hipermercado e não encontrei. E já agora há um ingrediente que não é usada na preparação que é o cardamomo.

    Já agpra, vou fazer este bolo para a Páscoa, eu depois digo como ficou :)
    (É a primeira receita que vou retirar do seu blog, mas pelas fotografias e apresentação é o meu blog de comida preferido)

  49. Leonor de Sousa Bastos em 6 Abril, 2012

    Olá Madalena,

    Se usar açúcar branco o resultado vai ser completamente diferente…use o amarelo!!!
    Se não tiver cardamomo pode omiti-lo perfeitamente.

    Beijinhos e boa Páscoa,

    Leonor

  50. Simone Monassa em 20 Abril, 2012

    Onde posso comprar fava de baunilha??

    Obrigada

  51. Isabel em 14 Maio, 2012

    olá Leonor,

    Já fiz esta pequena maravilha, e na realidade vale mesmo a pena, nas fiquei com uma duvida quanto ao creme, que me saiu muito liquido.
    existe algum truque para que ele fique como na foto? será preciso o caramelo ferver ate engrossar? será que pode esclarecer as minhas duvidas?
    agradeço-lhe desde já.

    Isabel

  52. Isabel Capela em 16 Maio, 2012

    Cara Leonor,

    Em primeiro lugar quero cumprimenta-la pelo seu magnífico “sítio” de gulodices, receitas que convidam a ir para a cozinha, acompanhadas de fotografias que são no mínimo tentadoras. Apetece experimentar tudo.

    Já uns tempos andava para experimentar esta sua receita e hoje finalmente foi o dia. Tudo correu bem, o bolo ficou perfeto, todos os ingredientes que indica incorporadas mas “hélas” ! chegada á cobertura toffee a coisa correu mal, ou seja, ficou demasiado líquida e não mimou de todo o aspecto cremoso da sua cobertura tal como aparece na fotografia.
    Já quando fiz o caramelo para o bolo verifiquei que estava demasiado líquido e, como alguém partilhava acima também ferveu quando despejei as natas e formou alguns pedaços duros que entretanto consegui desfazer com um pouco mais de calor.
    Quando cheguei ao “toffee” fiz tudo com lime ainda mais fraco, menor quantidade de cada vez, mas ainda que não tivesse praticamente pedaços endurecidos , ficou completamente liquefeito.
    Qual é o truque ???? alguma pista ? será que as natas que usei, sendo frescas obviamente, como verifiquei depois só tinham 30% de mg em vez dos 35% por si recomendado? (só dei por isso após o “toffee failure”) ?

    Obrigada

    Cumprimentos

  53. Leonor de Sousa Bastos em 16 Maio, 2012

    Olá Isabel,

    Em primeiro lugar agradeço imenso a sua simpatia.

    Realmente, a cobertura do bolo fica bastante espessa e cremosa e acho estranho que a sua tenha ficado líquida.
    Às vezes, é muito difícil para mim poder adivinhar qual o motivo em concreto para que uma receita não tenha corrido bem…eu juro que todas as medidas e instruções que dou são as correctas!:)

    Eu sei que me diz ter seguido a receita à risca mas, sem que me leve a mal, usou o açúcar mascavado claro?
    Não adicionou água ao açúcar?
    É que eu fiz tal e qual como explico…o açúcar mascavado a derreter em seco, mexendo para evitar que queime e as natas quentes por cima para evitar que salpique ou crie grumos.
    É certo que a mistura tem tendência a criar pequenos grumos mas, continuando a ferver, eles dissolvem-se e desaparecem.

    Embora a percentagem de gordura das natas seja importante,(entre 32 e 35% de matéria gorda) não creio que com natas com 30% M.G. faça diferença.

    …Agora que estou a ler bem a receita tenho receio de não me ter explicado bem. Quando digo que é para derreter o açúcar, este tem que derreter e ficar caramelizado (com um tom dourado escuro) antes de adicionar as natas. Se o açúcar não estiver em caramelo o creme não ficará tão espesso.

    Peço desculpa pelo transtorno e pela explicação pouco precisa da cobertura. Espero também que possa dar uma nova oportunidade à receita…não tive a intenção de omitir nada importante. Para mim, é um dado adquirido que um toffee parta de um caramelo mas, por vezes, não tenho presente que isso possa não ser óbvio para toda a gente.

    Se voltar a experimentar a cobertura, por favor, diga-me como correu.

    Um beijinho,

    Leonor

  54. Leonor de Sousa Bastos em 16 Maio, 2012

    Olá Isabel,

    Já lhe respondi! Ainda não tinha aprovado o comentário para não me esquecer de lhe dar uma resposta!*

  55. Isabel Capela em 18 Maio, 2012

    Olá Leonor,

    Em primeiro lugar deixe-me dizer-lhe o mais importante : o bolo é simplesmente delicioso !

    Em segundo lugar: obrigada pela sua rápida e simpática resposta.

    Agora finalmente passemos aos pormenores técnicos e ao que diz respeito ao famigerado “toffee”, a resposta à sua pergunta se usei o açucar mascavado claro, é sim. Por causa disso e após alguma pesquisa fiquei a conhecer as diferenças entre o verdadeiro açucar mascavado e o “pintado” . Coisas que provalvelmente você está cansada de saber e a mim nem me passava pela cabeça. É sempre bom aprender e nada como esta ferramenta chamada internet para tornar fácil tal tarefa.

    Ainda no mesmo dia, e após ter posto o toffee liquefeito sobre o bolo, o que confesso ficou interessante pois “molhou-o” um pouco, voltei a tentar o fazer a cobertura e desta vez ficou bem. Usei a cabeça e a experiência, juntei as natas a ferver aos poucos e retirei um pouco o tacho do calor. Juntei uma colher de chá de manteiga para acrescentar gordura e fervi a mistura novamente até verificar que estava cremosa. Objectivo conseguido e para a proxima nem manteiga ponho.

    Obrigada Leonor por esta e todas as receita deliciosas que aqui partilha bem como pela sua simpatia.

    Como eu acho que o acto de partilhar é importante, deixo aqui uma receita de um bolo simples, que a minha Avó fazia e que diz quem provou, ser delicioso.

    Fatias Celeste

    400 gr de açucar
    350 gr de farinha
    1 colher de chá de fermento químico
    125 gr de manteiga
    125 gr de banha
    6 ovos
    3 laranjas
    250 gr de açucar “pilé”

    Batem-se as gemas com o açucar a manteiga e a banha.
    Em seguida vai-se juntando aos poucos a farinha e o fermento previamente misturados. Por fim juntar as claras batidas em castelo.
    Vai ao forno em tabuleiro untado de manteiga e polvilhado de farinha.
    Misturar o sumo das 3 laranjas com o açucar “pilé”. Assim que o bolo sair do forno deita-se a mistura por cima do bolo.

    Esta é a receita original, eu acrescento-lhe raspa de laranja e corto em quadrados e tenciono, na próxima vez que fizer enfeitar com as suas rodelas de laranja no forno com açucar.

    Espero pelo menos que ache graça à minha ousadia de lhe deixar aqui a receita de um bolo. Se decidir experimentar sinta-se à vontade de recriar e já agora sinta-se também à vontade para “censurar” este comentário demasiado longo e deixar apenas o que porventura achar interessante para a feitura do bolo “licioso” (como diz a minha filha de quase 3 anos) ou da sua cobertura toffee.

    Um beijo para si

    Isabel

  56. Leonor de Sousa Bastos em 20 Maio, 2012

    Olá Isabel,

    A minha avó fazia muitas vezes um bolo de caramelo que só depois descobri tratar-se do “bolo de caramelo dos Açores”. Era um dos favoritos da minha mãe e nesse quis fazê-lo para lhe levar mas, quando dei conta, não tinha os ingredientes todos em casa e improvisei. O resultado foi este bolo que, para mim, ainda ficou melhor do que o original.:)

    Habituei-me a ir para a cozinha sempre com papel e caneta e a apontar tudo o que faço para, no caso de sair bem, saber exactamente como fiz. Tudo aquilo que escrevi é o que tenho aqui no Flagrante Delícia e já voltei a repetir a receita sempre com o mesmo resultado. Fico sempre “aflita” quando alguém me diz que algo não correu bem porque nunca omito absolutamente nada…aliás, tento sempre explicar melhor as receitas aqui e de uma forma que garanta que todos o façam um bolo igual ao meu.

    Compreendo como é frustrante quando seguimos uma receita que até parece boa mas, no final nada corre como devia…eu fico irritada quando isso me acontece porque além de ser uma perda de tempo, é um desperdício de ingredientes. Não imagina o meu alívio por saber que a segunda tentativa correu bem!… :)

    Eu também acredito na partilha. Acho que é a única forma de preservar as receitas e o primeiro passo para que haja evolução seja em que área for…
    Vou experimentar esta receita (só não a experimento hoje porque tenho que comprar banha, um ingrediente que como nunca uso, não costumo ter em casa) e, quando a fizer, publico com os devidos créditos à autora. :)

    Um beijinho e obrigada,

    Leonor

  57. Isabel Gui em 23 Maio, 2012

    Olá Leonor,

    Obrigada pela sua, sempre pronta, resposta.
    Voltei a fazer o bolo e na 2ª tentativa o creme ficou perfeito, uma verdadeira delicia.
    Eu atribui o facto de ter ficado liquido da primeira vez, ao baixo teor de m.g. das natas que só tinham 30%, e na 2ª já utilizei as de 35% e ficou logo diferente. Mas, uma vez que diz que essa diferença não deve ter sido a causa do fracasso, vou voltar a tentar a de 30% na esperança de ser bem sucedida.

    mais uma vez obrigada pela partilha deste segredo.

  58. Cláudia em 24 Junho, 2012

    Olá, Leonor
    Decidi experimentar este bolo ontem. Segui tudo à risca, com excepção do cardamomo que não encontrei à venda. Apesar do bolo ter ficado com um aspecto delicioso, toda a gente perguntou se o bolo levava café… isto porque não estava nada doce, sobretudo o caramelo. Será que deixei tempo de mais o açúcar na caçarola?!
    Agradeço a ajuda!
    Beijinhos

  59. Leonor de Sousa Bastos em 26 Junho, 2012

    Olá Claúdia,

    Muito obrigada pelo seu email.

    Infelizmente, se o bolo parecia levar café é porque provavelmente o caramelo queimou e ficou com um travo amargo. Quando fez o caramelo, não estava com cor de queimado?…é que basta que deixe queimar uma pequena parte para que todo o sabor fique comprometido. O caramelo tem que ficar com uma cor dourada e se não estiver completamente segura do ponto exacto, mais vale deixá-lo ficar com uma cor mais clara porque entre pôr as natas e não pôr, ele vai cozinhado e queima muito rapidamente.

    Se fizer caramelo com açúcar e água nunca deve mexê-lo para não cristalizar o açúcar (pode apenas mover ligeiramente o tacho). Se fizer caramelo em seco, como este, pode mexer o açúcar para evitar que ganhe mais cor num lado do que noutro.

    Espero ter ajudado.

    Um beijinho,

    Leonor

  60. Cláudia em 26 Junho, 2012

    Leonor,
    Obrigada pela resposta.
    Efectivamente o caramelo ficou num tom escuro, mas o tachinho não queimou nem sabia a queimado… simplesmente quando provamos o bolo estava com um sabor um pouquinho amargo. As pessoas mais velhas adoraram o sabor (pensavam mesmo que tinha café) mas eu não gostei muito, pois estava demasiado para mim!
    Da próxima vez que fizer vou então deixar escurecer menos!
    Obrigada pela ajuda!
    Bejinhos

  61. Tina em 9 Outubro, 2012

    Leonor, fiz este bolo para participar num concurso de sobremesas e não é que ganhei o primeiro prémio??? A eleição foi feita pelas pessoas que provavam 5 das sobremesas a concurso e votavam na que mais gostavam!!

    =) Agora tenho uma boleira de vidro linda em casa que lhe devo inteiramente a si!

    Obrigada pela partilha de saberes.

    Tina

  62. Angela Ribeiro em 28 Janeiro, 2013

    Leonor,
    quero fazer este bolo, mas não sei onde comprar cardamomo, e já agora o que é o fermento quimico, é o que habitualmente chamamos de pó Royal??
    Parabens, pela qualidade das imagens, tudo se torna muito apelativo,
    Angela

  63. Leonor de Sousa Bastos em 31 Janeiro, 2013

    Olá Angela,

    Normalmente o cardamomo encontra-se na parte das especiarias dos supermercados. Apesar de tudo, pode perfeitamente não o usar…

    O fermento químico é mesmo o fermento para bolos!:)

    Obrigada e um beijinho,

    Leonor

  64. Mariana em 12 Abril, 2013

    Este bolo foi expressamente “encomendado” por mim para os meus anos!
    O motivo não foi propriamente o caramelo, mas a foto era demasiadamente apetitosa para não experimentar, além disso já há muito tempo ouvia falar do molho toffee, mas nunca tinha tido oportunidade de o experimentar.
    Saborear a primeira fatia, foi uma otima experiência, pois deu-me a sensação que era um bolo totalmente diferente de tudo que já tinha experimentado: um bolo quente, aromatizado, húmido, a doçura e o crocante de partículas que se encontravam no molho toffee! Escusado será dizer que não fui a única que fiquei rendida.
    As únicas diferenças entre as duas receitas foi o uso de nozes simples e de açúcar mascavado escuro em vez do claro (não sei se existe alguma diferença de sabores entre os 2 açúcares?).
    A apresentação poderá não ter ficado tão bonita, mas o sabor deve ter chegado lá perto! :)
    Foi um bolo que me revitalizou após um dia de trabalho!

    Obrigada por nos oferecer um mundo mais doce!

  65. Husna em 13 Abril, 2013

    Bem, estou um bom bocado confusa com esta receita!
    Para onde vão os 200 Ml de natas que aparecem na lista de ingredientes do bolo??????????? Na explicação abaixo aparecem 2 Xs a seguinte explicação:
    Ferver a nata numa panela ou no microondas.
    Pôr os 100 g de açúcar num tacho, em lume brando, até que derreta completamente.
    Verter a nata aos poucos, mexendo bem até que fique um creme homogéneo

    Será que é um erro. Porque se não é, o que fazemos então com esta mistura após reservar?????
    Desculpem a explicação deste bolo está terrivel. Não consigo perceber..Apenas posso tentar adivinhar.

  66. Leonor de Sousa Bastos em 21 Abril, 2013

    Olá Mariana,

    Que bom que gostou do bolo!…fico mesmo feliz!:)

    O açúcar mascavado claro tem um sabor muito mais leve do que o escuro. Para lhe dar um exemplo, é como a diferença do sabor de um caramelo que deixamos dourar ligeiramente ou um caramelo que deixamos cozinhar até estar mais escuro. Para a próxima experimente com o claro!…e eu um destes dias também vou ter que experimentar a versão com o açúcar escuro! 😉

    Obrigada eu!

    Beijinhos,

    Leonor

  67. Patrick Fragel Lawyer em 17 Novembro, 2014

    Patrick Fragel Lawyer

    Caramel cake recipe | :: best dessert recipes from leonor de sousa bastos | flagrant delight ::

  68. Eugénia em 16 Janeiro, 2015

    Olá,
    infelizmente só em dezembro de 2012 descobri este Blog, que de vez em quando leio por “Prazer pecaminoso” que considero só meu!! 😉
    mas apos tantas leituras, só hoje vi este e os comentários…
    primeiro não via os comentários! :( ….mas agora depois de ver algumas das respostas da Leonor, passei a devorar os comentários.

    Só hoje, 16 Jan de 2015, encontrei este divino bolo! e a sua capacidade para nos ensinar!

    presto-lhe uma vénia pela sua compreensão, delicadeza, simplicidade em se desdobrar para melhor nos esclarecer!

    muito obrigado do fundo do meu guloso coração e alma,
    muitos beijinhos, tudo de bom e bem haja.

Comentar




    Translation





  • Últimos posts

  • Receitas por categoria

  • Arquivos