wordpress stat
Creme de Chocolate Branco e Limão com Merengue Cozido.

Construir uma Catapulta.

À procura de instruções precisas sobre como montar uma catapulta, vou dar aos gregos e, inevitavelmente, ao poema de Herberto Helder:
“e então indago de mim se eu
próprio tenho paixão,
se posso morrer gregamente,
que paixão?”

Leio que uma catapulta é uma arma de arremesso construída com uma espécie de colher. Já não me lembro onde foi, aprendi que a colher era o único talher sem carácter bélico. Uma faca usa-se para cortar, um garfo serve para espetar e, afinal, a aparentemente inofensiva colher de bordos polidos, pode usar-se para arremessar. Toda a paz que eu sempre depositara numa colher, subitamente estremeceu.

Se a colher de uma catapulta pode atirar pedras a grande distância, como não imaginar o lançamento de um abade de priscos? Como desviar esta ideia de uma panna cotta voadora ou, de uma crema catalana em puro movimento? Com um engenho, a pastelaria pode ir além muros.

Vejo que os primeiros mecanismos se baseavam em tensão, depois em torção e, por fim, usavam a gravidade. Ignoro isso. O que eu procuro é em como erguer uma força para nos (re)inventarmos como homens e não como máquinas.

Eu quero construir uma catapulta com paixão:
“os cegos, os temperados, ah não”.

Ver receita

Share
Receita de Bolinhos de Batata-Doce e Amêndoa (Sem Glúten).

Regresso à Cozinha.

A uma velocidade equivalente à massa de um bolo, é possível movermo-nos mais rápido do que a sombra. A máquina está montada.

Ver receita

Share
Receita de Arroz-Doce de Coco e Chocolate com Alperces e Pistácios (Sem Glúten e Vegan).

Um Julho Sem Lagartos.

Sim Carolino ó-i-ó-ai
Sim Carolino ó-ai meu bem.

Ver receita

Share
Receita de Nêsperas em Calda de Whisky e Baunilha com Queijo Fresco Caramelizado (Sem Glúten e Sem Ovos).

A Farsa de Nespereira.

Mais vale simplicidade que me leve que pretensão que me derrube.

Ver receita

Share
Receita de Receita de Arroz Tufado em duas versões: Chocolate com Raspas e Baunilha com Amêndoas (Vegan e sem Glúten).

Manhãs Indulgentes.

As manhãs são indulgentes. O excesso de inquietude
separa-se em bagos curtos e uma longa distância
recua até ao princípio imaculado do amor. Um fogo
arterial propaga-se sem vento. É fundamental
que respires a cinza celeste e levantes os joelhos,
para uma outra prece que não perturbe a Deus.

Ver receita

Share

Página seguinte »






  • Últimos posts

  • Receitas por categoria

  • Arquivos