wordpress stat
Receita de Red velvet cake de beterraba com recheio e cobertura de queijo cremoso

Coser um bolo…




… de veludo vermelho.



Já tinha feito um Red Velvet Cake em 2009 e continua a ser um dos bolos sobre os quais recebo mais feedback. Na altura, publiquei a receita para responder a um pedido que me tinha sido feito e fiz a versão corrente à base de corante vermelho.

Apesar de não ser uma grande adepta do uso de corantes artificiais, este acaba por ser um assunto controverso já que a maioria das pessoas que lamenta o seu uso, não percebe que eles estão presentes até no bolo mais básico de pastelaria (no outro dia comprei uns croissants e até a caixa ficou manchada de amarelo!).

De qualquer forma, e esquivando-me a uma discussão que dava “pano para mangas”, apresento uma versão do mesmo bolo em que o corante artificial é substituido por beterraba e que tanto tem dado que falar nos blogues americanos. Segundo muitos, a beterraba seria a razão da cor vermelha da receita de Red Velvet cake original, cor essa que é muito difícil de conseguir usando apenas ingredientes naturais.

Li em vários sítios que a cor vermelha do bolo se preserva mantendo um ph ácido na massa. Para que o ph se mantenha ácido não se adicionam ingredientes alcalinos (como o bicarbonato de sódio) e há que respeitar escrupulosamente todos os ingredientes e instruções dadas na receita.

No meio das minhas pesquisas, este foi um dos blogues com que me deparei  e foi daqui que retirei a receita. Embora praticamente todos os comentários falem em resultados mal sucedidos, a minha experiência disse-me para não acreditar e o bolo saiu VERMELHO do meu forno.

Observações: Pessoalmente gosto do sabor, mas é impossível ignorar que o bolo foi feito com beterraba.
A cobertura de queijo é a mesma que já fiz antes porque, a quantidade de açúcar da receita dada era, quanto a mim, exagerada.




Red velvet cake de beterraba com recheio e cobertura de queijo cremoso

375 g de beterraba cozida e descascada(2 a 3 beterrabas cruas)
60 ml de sumo de limão
15 ml de vinagre branco
225 g de manteiga amolecida
225 g de queijo cremoso tipo Philadelphia
255 g de açúcar
4 ovos
7.5 g de essência de baunilha
240 g de farinha de trigo integral
7.5 g de fermento químico
7.5 g de sal fino
25 g de cacau

Cobertura de queijo cremoso
400 g de queijo cremoso (tipo Philadelphia)
150 g de manteiga amolecida
130 g de açúcar em pó
1 colher de chá de essência de baunilha

Para o bolo:
Pré-aquecer o forno a 180º C.
Untar com manteiga e forrar com papel vegetal 3 formas de cerca de 18-20 cm de diâmetro ou 2 formas com cerca de 22 cm de diâmetro.

Colocar as beterrabas inteiras num tabuleiro de forno e adicionar cerca de meia chávena de água.
Cobrir o tabuleiro com papel de alumínio e assar durante cerca de 60-90 minutos ou até estarem moles.
Retirar do forno e deixar arrefecer completamente. Descascar as beterrabas e pesar a quantidade pretendida.
Triturar a beterraba com o sumo de limão e o vinagre num robot de cozinha deixando que fique um puré grosso (pequenos pedaços e não um creme). Reservar.

Numa taça, bater a manteiga até estar cremosa, juntar o queijo cremoso e depois o açúcar e a baunilha sem deixar de bater.
Adicionar os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição.
Juntar a farinha peneirada com o cacau, o sal e o fermento e bater a velocidade baixa.
Juntar a beterraba e bater apenas até ligar todos os ingredientes.
Repartir a massa pelas formas e cozer durante cerca de 20-30 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco.
Retirar o bolo do forno, deixar arrefecer ligeiramente dentro da forma e desenformar, deixando arrefecer completamente antes de rechear e cobrir com o creme.

Para a cobertura e recheio:
Bater a manteiga com o açúcar até estar cremosa.
Juntar o queijo e continuar a bater até ficar um preparado homogéneo.

Montagem:
Espalhar o creme sobre a superfície de um dos bolos e colocar o outro bolo por cima.
Espalhar o restante creme por cima e a toda a volta do bolo e alisar com uma espátula.





Comentários

28 Comentários to “Receita de Red velvet cake de beterraba com recheio e cobertura de queijo cremoso”

  1. Jardim de Algodão Doce em 19 Abril, 2012

    Eu só posso dizer UAU! Apaixono-me sempre, cada vez que aqui venho pela originalidade e qualidade que cada imagem aqui é apresentada. Extremo bom gosto!
    Parabéns!

  2. Susana em 19 Abril, 2012

    Leonor, o bolo ficou lindo. Acredito que o original bolo velvet tenha sido confecionado com beterraba, porque não? A beterraba confere essa cor linda e verdadeira às massas. Já tinha experimentado numa torta de bacalhau que ficou linda devido à cor e isso para não falar dos nutrientes que tem.
    O bolo ficou magnífico… parabens :)

    Beijinhos

  3. Catarina em 19 Abril, 2012

    Olá Leonor, bom dia!
    Adoro o teu blog e o teu regresso é uma lufada de ar fresco nos meus dias. Chegar aqui e ver mais uma receita linda e deliciosa é sempre um enorme prazer.
    Pessoalmente não gosto muito de beterraba, confesso que utilizar legumes em doces, excepto a cenoura, para mim é um tanto estranho e não muito apelativo. Mas não podemos ignorar as cores maravilhosas que conferem aos doces e este é um bom exemplo disso. Será que se pode fazer um red velvet cake com polpa de morangos?
    Beijocas
    Catarina

  4. Josiane em 19 Abril, 2012

    Ficou realmente lindo, apetitoso… Como sempre… Obrigada!

  5. Ana Silva em 19 Abril, 2012

    Leonor,

    Este bolo é simplesmente magnifico!
    Ficou maravilhoso e bem vermelho!
    Nao sei se aguento o sabor da beterraba mas sei que depois de ter tentado o outro nao resisto a experimentar este!

    E para manter o cliche que é muito mais que merecido: fico sempre com agua na boca quando navego neste blogue… Vontade de cozinhar, de encher a cozinha de um cheiro forte que faz despertar a gula e claro de comer uma fatia ou duas, ou o bolo todo!
    Assim, Parabens!

  6. Maria João Clavel em 19 Abril, 2012

    Delirei com a primeira imagem. FENOMENAL! Sem palavras mesmo. E este é um bolo que cativa muita gente, é impressionante a quantidade de pessoas que adora Red Velvet. Este sem corante é mesmo algo a experimentar, mas dizes que “é impossível ignorar que este bolo foi feito com beterraba”. O que significa? Que sabe muito a beterraba, ou seja, a terra? LOL Desculpa, mas eu tenho alguma dificuldade com a beterraba porque toda a gente me diz que sabe a terra. :)

    Beijinhos

  7. mariana em 19 Abril, 2012

    Adoro o red velvet cake Leonor, também fiz um (nada parecido ao teu) mas que serviu para comemorar o aniversário do meu blog e foi num instantinho devorado.
    Desta forma nunca fiz, mas guardarei a receita com carinho para fazer e deliciar-me

    beijinhos e obrigada pela partilha!!

  8. Catarina em 19 Abril, 2012

    Depois de um bolo cor de rosa, feito à base de gelatina, ando com muita vontade de experimentar o red velvet… Confesso que a versão com beterraba me parece mais apetecível do que a do corante. Até porque gosto de beterraba. A minha dúvida aqui é mais em relação à textura do bolo? FIca fofo ou fica mais tipo queijada?

    Já agora, as fotografias estão realmente fantásticas!!! Como todas as que vejo por aqui, aliás! Parabéns.

  9. maria joao samagaio em 19 Abril, 2012

    ola primeiro os parabens , nao so pela apresentação mas por tudo, receitas originalidade enfim tudo me agrada, os poemas e textos sao …. magnificos!!
    PARABENS

    Agora um pedido, receita de bolachas/ biscoitos de beterraba, existe??

  10. Gabriela em 19 Abril, 2012

    Vou experimentar! Aqui há uns tempos experimentei uma receita do programa ‘Cook yourself thin’ também com beterraba, mas era crua e na verdade o sabor era demasiado intenso. Fiquei triste pois também queria evitar os corantes.

  11. Daniela em 19 Abril, 2012

    Olá Leonor!
    Pessoalmente nunca tive nada contra o sabor da beterraba e, depois de experimentar a sua receita de bolo de chocolate com beterraba, fiquei fã da sua aplicação em bolos.
    Tenho a certeza que este será igualmente delicioso.
    Contudo, dada a aversão de tantas pessoas à beterraba, a solução não poderia passar pela utilização apenas do caldo de cozedura da beterraba?
    Digo isto porque sou grande apreciadora da sopa polaca de beterraba Barszcz; nesta sopa eles utilizam apenas o caldo que é verdadeiramente delicioso e não tem sabor a terra. Tenho a certeza que se fosse possível, toda a receita teria de ser reformulada uma vez que a massa ficaria mais liquida mas, ainda assim, possível?
    Bom trabalho!

  12. Luisinha em 19 Abril, 2012

    Que aspecto delicioso!!! Come-se com os olhos!!! (Já que não se pode comer de outra maneira, hehehehe!!)

  13. Helena Gonçalves em 19 Abril, 2012

    Que maravilha Leonor! Mais uma…
    Fico sempre um bocadinho contrariada com os ingredientes com peso de “meias gramas”! A minha balança (novinha) só pesa gramas exatas e provavelmente a da grande maioria. Será muito grave no caso deste bolo arredondar?
    Beijocas doces.

  14. Rosangela em 19 Abril, 2012

    Que lindo!! Que foto inspiradora a do bolo com a máquina, que linda poesia, que encantamento!!!!!!!!!!! Enche o nosso olhos e aguca o nosso paladar!! Nunca me canso de parabenizá-la pelo seu lindo trabalho!!!Bjos

  15. Leonor de Sousa Bastos em 20 Abril, 2012

    Olá Helena,

    Eu explico o porquê dos números pouco certos…como digo no post eu retirei esta receita de um blogue e nesse blogue as medidas estão dadas em chávenas. Ao fazer as conversões de chávenas para gramas há números que nunca ficam certos. Por exemplo, 1 colher de chá são 5 gramas mas meia colher são 2.5 e não 2 ou 3. Em quantidades pequenas, parece que o arredondamento destes valores é insignificante mas, no caso de querer fazer, por exemplo, 20 bolos usar 50 gramas e diferente de usar 40 ou 60…
    Ainda há o caso de querer fazer 4 bolos iguais a este (de 20 cm de diâmetro) em vez dos 3 dados na receita e aí começa mais um problema dos arredondamentos…porque ao multiplicar a receita por 1.3 (o número para lhe darem os 4 bolos) o valor de 2.5 fica 3.25, o valor de 2 fica 2.6 e o de 3 fica 3.9.

    Assim, eu prefiro pôr os valores exactos e que cada um arredonde como quiser, dependendo da quantidade de massa que quiser fazer.

    Não sei se fui suficientemente clara a explicar-me…espero que tenha ajudado!

    Beijinhos,

    Leonor

  16. Joana em 20 Abril, 2012

    Olá Leonor

    Antes de mais parabéns pelo blog, pelas deliciosas receitas e pelas fantásticas fotos. São realmente uma tentação.
    Será que podias traduzir a receita do red velvet cake de 2009, tenho sempre dificuldade em traduzir receitas.
    Não aprecio beterrava e acho que o este bolo fica mais húmido e com aspecto de quijada (ou será impressão minha) do que o outro.

  17. Filipa em 20 Abril, 2012

    Depois de muito tempo a pensar se havia de fazer este bolo um dia acabei por me decidir e optei tambem pela versão com beterraba para n usar corante.
    E so fiz metade da receita, foi o que me valeu porque o sabor da beterrada é tão intenso devo dizer que ninguem conseguiu comer. é preciso mesmo ser fã de beterraba penso eu para gostar.
    De resto fotografias lindas como sempre.

  18. Leonor de Sousa Bastos em 23 Abril, 2012

    Olá Joana,

    Foi um erro!…o link não era suposto ir para a versão inglesa, mas para a portuguesa!…Obrigada por me ter avisado!
    Já está alterado!…antes que me pergunte, o buttermilk pode substituir-se misturando 75 ml de leite com 25 ml de iogurte.
    O bolo não fica tipo queijada, mas não fica tão leve.

    Um beijinho,

    Leonor

    Beijinhos!

  19. Rita Cruz em 28 Abril, 2012

    Olá Leonor,

    Já fiz Red Velvet Cake várias vezes e é um dos meu favoritos para além de toda a família adorar. É muito fácil de fazer mas há uma questão muito importante.

    Como fazer cream cheese branco???

    O que costumo fazer é igual a esta receita mas fica sempre amarelado, às vezes até demais! Já pesquisei na internet. Em alguns sítios falam de um branqueador em pó ou gel mas não sei se isso existe em Portugal. Pelo menos nunca encontrei no Porto, mesmo em casas especializadas! Nos EUA falam numa manteiga especial que é menos amarela que as comuns contudo também não há cá. Já nem amoleço a manteiga no micro-ondas pois acho que fica mais amarela…

    Por isso, pergunto como conseguiste fazer um creme tão branco?
    (Ou será photoshop na fotografia?)

    Obrigado e parabéns pelo excelente trabalho

  20. Leonor de Sousa Bastos em 28 Abril, 2012

    Olá Rita,

    Essa questão nunca me tinham posto e como só faço estas receitas para o Flagrante Delícia e para comer em casa, concentro-me sempre mais no sabor do que nas cores.

    Na fotografia, a cobertura do meu bolo não é completamente branca, branca é a espátula onde assenta a fatia de bolo e as duas cores distinguem-se perfeitamente…a minha tem um tom esbranquiçado, mas não é de um branco imaculado.

    Se o resultado que pretende é um branco puro, porque é que não omite a manteiga e usa apenas queijo cremoso? Ou da mesma forma que usa corante vermelho para o bolo, porque é que não usa corante branco/dióxido de titânio para a cobertura…?

    Não há nenhuma manteiga que tenha uma cor branca pura (embora as tonalidades possam variar, em função da alimentação da vaca ou adição de corantes, de amarelo a quase branco), a não ser que se trate de alguma imitação (margarina ou gordura vegetal que se usam em pastelaria industrial)….

    Espero ter ajudado.

    Um beijinho,

    Leonor

  21. Filipa em 1 Maio, 2012

    Olá Leonor,
    Será possível utilizar as beterrabas que se compram já cozidas e embaladas a vácuo?
    Obrigada,
    Filipa

  22. Leonor de Sousa Bastos em 2 Maio, 2012

    Olá Filipa,

    Pode usar perfeitamente essas beterrabas.

    Um beijinho,

    Leonor

  23. claudia santos em 6 Maio, 2012

    Olá!
    Parabéns pelas receitas maravilhosas!
    Queria experimentar fazer o red velvet, mas tenho duas questões:
    – fazer esta receita ou a outra c corante (em termos de sabor)?
    – onde comprar essencia de baunilha? só encontro aroma de baunilha..
    Obrigada

  24. Leonor de Sousa Bastos em 8 Maio, 2012

    Olá Cláudia,

    Em termos de sabor é melhor que faça a versão com corante com o creme de queijo que uso na versão de beterraba. Eu gosto do bolo mas, tal como já disse, o sabor é de beterraba e não é aconselhável para quem não seja apreciador. O outro bolo tem também uma textura diferente..é mais leve!

    Pode usar aroma de baunilha para a receita.

    Um beijinho,

    Leonor

  25. Ana Champ. em 10 Maio, 2012

    Olá Leonor,
    Que receitas maravilhosas.
    Acho que me vou aventurar por esta receita do Velvet Cake.
    O queijo creme pode ser mascarpone ou tem de ser Philadelfia?
    Tanto para o bolo como para a cobertura?
    Bjs,
    Ana

  26. Leonor de Sousa Bastos em 10 Maio, 2012

    Olá Ana,

    O queijo que usei até foi uma imitação de philadelphia e, para esta receita, penso que fica melhor por ter menos gordura e um travo ácido que combina lindamente com o bolo.
    Para usar mascarpone nesta receita teria que equilibrar a quantidade de açúcar e natas…

    Um beijinho,

    Leonor

  27. Rita Cruz em 17 Junho, 2012

    Obrigada pela ajuda Leonor 😉

  28. Fran Antunes em 15 Março, 2015

    Eu fiz e a cor fica perfeita.. .

Comentar




    Translation





  • Últimos posts

  • Receitas por categoria

  • Arquivos