wordpress stat
Receita de Bolo de ananás e maçã

Chove torrencialmente nas Caraíbas

tarte_ananas_06

Seria algo impensável, para mim, vestir um fato de treino por cima do pijama e fechar-me dentro de um casaco de carapuço mas, e para não deixar de me surpreender, foi exactamente o que eu fiz. Não me apetece nada sair, mas preciso de ir a uma mercearia comprar uns quantos ingredientes para bolos e parece que há uma do outro lado da rua.

“Chove torrencialmente nas Caraíbas, no tempo em que os Homens eram aborígenes e subiam ao tronco das árvores”- disse-me tantas vezes o meu pai. Não há um dia de chuva em que não pense nisto, por dentro, como no poema de José Gomes Ferreira recitado com emoção e na minha vontade de chorar (que ainda chora) de o ouvir dizer-mo assim.

Estanco à entrada do prédio a avaliar a distância da minha corrida. (Antes estivesse nas Caraíbas, mas resta-me o pior da história). Consigo a proeza de não pôr nenhuma pata na poça, o que já é bom, mesmo tendo chegado completamente encharcada.

Não sei se sou apenas eu que me sinto lastimável, ou se são os olhos arregalados da mulher, encostada aos tabuleiros da fruta. Tudo é cru neste cenário feito de prateleiras, compridas pela falta de coisas e trémulas sem o peso delas. Para além do açúcar branco, da farinha para bolos, alguns frascos de feijão e umas quantas latas de conservas, há pacotes de bolachas que eu podia jurar que já nem existiam. Lá ao fundo, a massa de letras que a minha avó punha na canja e que eu juntava em palavras na borda do prato, arroz carolino, garrafas de água do Lidl marcadas a mais uns cêntimos e uma grade de cerveja. De frescos, restam três caixas de maçãs Golden já com as primeiras rugas, meia dúzia de pêras Rocha e uma cesta de laranjas poeirenta…

Pago algumas maçãs e uma resignada lata de ananás em calda. Ganho consciência da vida e não peço mais nada. Na cozinha, tudo se transforma…

tarte_ananas_04

Bolo de ananás e maçã

Para cerca de 6 a 8 pessoas:

490 g de ananás (usei em calda)
300 g de maçã lavada, descascada e descaroçada
50 g de açúcar

125 g de farinha de trigo T55
4 g de fermento químico
75 g de açúcar
75 g de manteiga fria, cortada em cubos
90 ml de leite
1 ovo batido

Açúcar em pó para polvilhar

Pré-aquecer o forno a 180º C.
Preparar uma taça refractária de aproximadamente cerca de 29 x 18 cm.
Cortar a maçã e o ananás em pedaços, misturar com o açúcar e colocar na base da taça.
Misturar a farinha, o fermento e o açúcar.
Adicionar a manteiga e trabalhar com a ponta dos dedos até obter uma mistura granulosa.
Juntar o leite e o ovo, misturando apenas até ligar todos os ingredientes.
Colocar a massa por cima da fruta espalhando-a uniformemente.
Levar ao forno durante cerca de 35 minutos ou até que a massa esteja cozida e dourada.
Retirar do forno e servir morno, polvilhado com açúcar em pó.




Comentários

20 Comentários to “Receita de Bolo de ananás e maçã”

  1. Fátima Guerreiro em 4 Fevereiro, 2013

    Bom dia Leonor,

    E cá vim eu espreitar a ver se haveria nova receita… E deparo-me com esta receita e para quem adora tudo com maçã, esta receita é a próxima a ser feita, e a conjugação com o ananás será uma nova experiência, mas tem um aspecto delicioso e muito simples.
    Ao ler a receita reparei que refere côco, mas na lista dos ingredientes não o menciona.
    Quantas gramas têm de se usar?
    Beijinhos

  2. Sílvia em 4 Fevereiro, 2013

    Olá…
    No texto da receita refere coco, mas não a quantidade nos ingredredientes, será que pode completar por favor?

    Obrigada

  3. Filipa Ferraz em 4 Fevereiro, 2013

    Como sempre, óptimo aspecto!

    Parabéns!

  4. Gila Vieira em 4 Fevereiro, 2013

    Há 2 coisas verdadeiramente fabulosas no seu blogue: a poesia e as suas receitas. Sou fã mas quase sempre silenciosa…

  5. Protais Thérèse em 5 Fevereiro, 2013

    Merci pour vos recettes celle-ci me plait bien et j’ai pu traduire avec le si peu de portugais que je connaisse…donc je vais la faire. J’habite en France plus exactement en Bretagne et j’ai des “attaches” au Portugal alors SAUDADE…

  6. Miguel Félix em 5 Fevereiro, 2013

    A Leonor tem em si todos os sonhos do mundo…
    abracinho muito apertadinho e quentinho

    migui

  7. Cosme Durão em 5 Fevereiro, 2013

    Olá Leonor,

    estava a reler o texto antes da receita e pensei: porque não juntares os textos e pensares em editar um livro, pode ser pequeno, mas acho que seria interessante. Obviamente ilustrado com algumas fotos de receitas ou então as fotos mas com com efeito em traço ou aguarela ou outro qualquer.
    Estou tentado a ir para a cozinha e fazer esta receita.

    Beijinho,

    Cosme

  8. Carla Violante em 5 Fevereiro, 2013

    Já sigo, (encantada), o blogue há imenso tempo. Hoje não resisto a comentar apenas para lhe dar os Parabéns. Pela magia que faz chegar até nós através das palavras e do brilho desta Arte em forma doce.

  9. Leonor Rodrigues em 6 Fevereiro, 2013

    Olá Leonor!

    Valeu a pena sair de pijama com o fato de treino por cima para ter esta inspiração!
    Os artistas são assim…;) do nada fazem maravilhas!

    Beijinho,

    (Leonor)

  10. cidalia em 6 Fevereiro, 2013

    upa… upa… ando sp a espreitar p ver quando é que a leonor publica mais uma receitinha e cá está! Obrigado! As receitas são sp deliciosas e as fotos lindas! parabéns! Bjinhos

  11. Tânia Ramires em 6 Fevereiro, 2013

    Olá boa tarde,

    Parabéns pelas delícias que coloca no seu blog…já experimentei várias e são divinais…

    Tenho uma dúvida relativamente a esta receita…este bolo dá para desenformar?

    Obrigada e nunca pare de nos surpreender.
    Tânia

  12. Guida em 7 Fevereiro, 2013

    Olá Leonor
    Dei por mim a ler a receita e a pensar que não tinha ananás de conserva em casa e teria de comprar. Depois refleti e conclui que usou essa versão por necessidade. Mas eu vou tentado as suas receitas e acho sempre que tenho de ser muito fiel ao que está, porque em doçaria não se inventa, dizem. Mas arrisquei ;) e usei abacaxi natural. E correu tão bem! Obrigada pela partilha. (também fiz pela 1ª vez pudim flan por causa do seu de abóbora – rendida!)
    Um beijinho
    Guida

  13. Bombom em 7 Fevereiro, 2013

    Uma Flagrante Delícia, este blog!
    Deliciada com as Palavras ditas e as receitas feitas…
    Obrigada Leonor. Felicidades muitas! Bjs. Bombom

  14. Linda Mendes em 8 Fevereiro, 2013

    Olá Leonor,

    Como sempre, uma delícia para os olhos e presumo (vou confirmar brevemente) para o paladar! :-)

    Leonor, em relação à doçaria, já todos sabemosque a Leonor é mestre e nos encanta sobremaneira! Mas sinto-lhe,claramente, uma outra vertente a pulsar cada vez com mais intensidade, a querer manifestar-se mais claramente, para além deste blog maravilhoso! Não acredito que ainda não tenha pensado nisso! Espero, muito sinceramente, que um dia destes nos surpreenda com um livro seu e, desta vez, que seja a prosa ou a poesia o tema de eleição, porque a Leonor tem, verdadeiramente, o dom da escrita associado ao dom da doçaria :-)

    Mais uma vez, obrigada por este cantinho delicioso,

    Um beijinho,
    Linda

  15. Cacilda Fischer em 11 Fevereiro, 2013

    Ontem esta receita “salvou-me”… visitas inesperadas…fiz só com maca e ficaram todos a lamber a colher !!! Muito obrigada …mas quando aplaudiram fiz questao de dizer que a receita ,mais uma vez, era da Leonor !!! Já traduzi algumas receitas para a minha sogra e amigas que vivem numa pequena aldeia perto de Viena !!! Obrigada !!!

  16. Fm449789 em 15 Fevereiro, 2013

    Coco?!?!?! Onde aparece na receita? Li e reli várias vezes e não encontro mas deve ser como quando abro o frigorifico e nunca vejo nada e tenho sempre de pedir ajuda.

  17. Leonor de Sousa Bastos em 15 Fevereiro, 2013

    Olá,

    De facto, não há coco na receita e isso já foi corrigido e explicado no dia em que fiz esta publicação. Se puder ajudar em mais alguma coisa… :)

    Um beijinho e obrigada,

    Leonor

  18. Leonor de Sousa Bastos em 24 Fevereiro, 2013

    Olá Tânia,

    Muito obrigada pela simpática mensagem.

    O bolo fica com algum líquido e temo que não fique muito bonito desenformado…;) Apesar de tudo, se o quiser desenformar, pode fazê-lo.

    Um beijinho,

    Leonor

  19. Marta em 28 Fevereiro, 2013

    Acabei de comer o bolo que fiz com a sua receita. DELICIOSO.

    Decidi ultimamente por razões de saúde tentar não comer açúcar branco, o que equivale a evitar comprar doces, optando por confeccioná-los em casa com o que há, usando apenas açúcar não refinado (geralmente o de cor preta ou o mascavado).
    Costumo fazer uma busca rápida na net com o ingrediente que tenho em casa na altura, e desta vez foi o ananás! A sua receita atraiu-me pela rara pouca quantidade de açúcar usada (em Portugal). O facto de ser simples, com um só ovo, também pesou muito. Adaptei-a então ao que havia: um grande ananás fresco que recebemos como oferenda aqui no templo budista onde vivo (no Japão). Sem maçãs, com metade de farinha de trigo e metade de aveia, bicarbonato de sódio em vez de fermento, muito usado aqui, resultou num bolinho que parecia derreter no caramelo que ainda escorria depois de desenformado (não reparei que devia ser servido na própria forma ou taça :)

    Agora de barriga cheia, reparo no seu bonito texto introdutório e no interessante blogue que o abriga, e… também eu «ganho consciência da vida e não peço mais nada». Embora acabe de a conhecer, a sua sensibilidade e gratidão tocam-me. Deixe-me dar-lhe os parabêns por este trabalho! Vou continuar a explorar o seu site.

    ps: Há uns dias tomei plena consciência de que o açúcar branco é um «produto morto», extremamente artifical, que perdeu todos os seus nutrientes (minerais, etc) no processo de refinação, tornando-se naquilo que na cozinha japonesa se designa um alimento super negativo ou «insei» (ou «yin», do conceito Yin-Yang da medicina tradicional chinesa, muito usado também para distinguir os alimentos, na macrobiótica por ex.). O açúcar refinado arrefece tremendamente o corpo, sobretudo o da mulher, que já de si é «insei», desequilibrando-o em termos de fertilidade e saúde geral. Ando pois curiosa descobrindo tudo o que o possa substituir!

    Obrigada pela atenção,
    marta
    .

  20. Linda em 2 Março, 2013

    Olá Leonor!
    Este blog é a minha descoberta desta semana!!

Comentar




    Translation



  • Últimos posts

  • Receitas por categoria

  • Arquivos